Carnaval de Rua de Valinhos: Entenda como funciona!

22 set

Essa semana uma amiga me perguntou se teríamos desfile ano que vem (2014) e eu disse que tudo seria decidido na Terça-feira (24/09). Em seguida ela me disse:
“- Se eu fosse Prefeita, daria no máximo R$ 10 mil reais para cada escola e olha lá. Pra mim muita gente mete a mão nesse dinheiro.”
Eu concordo com ela na parte de duvidar em como o dinheiro é gasto, até porque fica tudo muito claro para os membros do Carnaval, mas essa informação nunca chega até a população. E é dinheiro público, então achei legal vir aqui explicar.

As escolas de Samba de Valinhos são empresas, todas com Estatuto, CNPJ e diretoria eleita. Sem isso, uma escola não pode participar do Desfile na cidade.
Até 2012, a prefeitura “contratava” essas escolas para fazer o desfile na cidade. Ela propunha um valor (em 2012 foi de R$ 80 mil para cada escola) e as Escolas montavam um desfile, com algumas regras:
– 4 Carros alegóricos;
– 20 Bahianas;
– 250 Integrantes fantasiados – (Apoio, Diretoria, não contam);
– Prestação de conta, com Nota Fiscal emitida em nome / CNPJ da escola.

Entre outras regras, que são definidas conforme regulamento. Outra regra é que as Escolas não podem “aparecer” do nada para desfilar. Se algum bairro / associação quiser montar uma Agremiação, primeiro ela precisa desfilar como Bloco por 2 anos, para em seguida poder “subir” para a Escola. Isso evita que aproveitadores apareçam, interessados apenas em dinheiro.
Caso o valor liberado pela prefeitura não seja gasto, a agremiação fica obrigada a devolver a diferença. Caso algum dos itens não sejam cumpridos, a Agremiação além de perder pontos, toma uma multa de X% do valor da verba, sendo obrigada a devolver um valor.
Da parte das escolas, algumas optam por comprar fantasias em São Paulo, de desfiles organizados pelas Escolas lá. Eu não gosto disso, mas respeito. Não gosto porque o dinheiro gasto acaba ficando em outra cidade, não retorna para nossas costureiras. E não gosto porque limita a participação de populares ao tamanho das roupas compradas.
Na escola que eu desfilo, as roupas são sempre costuradas sob medida, propiciando um desfile alegre e gostoso para nossos integrantes e garantindo trabalho as Costureiras de nossa cidade.
Aliás, gastamos mais de R$ 100 mil no último desfile, ou seja, precisamos batalhar cerca de 40% a mais para pagar um desfile. Isso porque não pagamos nenhum centavo para: Mestre Sala / Porta Bandeira, Roupas de Destaque, mestre de bateria, coordenadores de alas, pessoas que trabalham nos carros alegóricos, lanches! Se tivessemos de pagar por tudo isso, com certeza o desfile teria um custo próximo de R$ 150 mil!

Mas uma coisa que as pessoas confundem muito é que eles vivem falando: Vai dar dinheiro para o Carnaval e a Saúde está cheia de problemas. Ok, eu concordo. Mas vale lembrar que o dinheiro da Saúde é um. O Dinheiro da Cultura é outra. Por lei, a cidade tem de gastar parte do que arrecada com cultura, isso é balanceamento das contas. Uma cidade não vive apenas de Saúde e Educação. Portanto, quando a prefeitura organiza um desfile, ela gasta parte de sua arrecadação com a pasta de cultura com o Carnaval. E como em cada noite de Carnaval temos cerca de 1000 pessoas desfilando e mais 15 mil pessoas assistindo, podemos dizer que o Carnaval de rua de Valinhos movimenta cerca de 32 mil pessoas. Se você dividir os R$ 550 mil gastos em 2012 por 27,5 mil pessoas, a conta da exatos R$ 20,00 para cada um… E aí? Diminuiu o valor?
Uma coisa é verdade, as escolas precisam dar uma contrapartida para a população durante o ano todo. Ao longo do ano vemos muito pouco organizado pela Escolas de Samba na cidade. Nenhum evento, nenhuma programação Esportiva, nenhuma atividade cultural / social. E estamos conversando com o atual Secretario de Cultura para ver se conseguimos montar um calendário com esses eventos e também para conseguir arrecadar fundos durante o ano, dependendo cada vez menos de dinheiro público.
Bom, tentei passar um pouco de como funciona e o que acontece. Talvez isso não mude sua opinião, mas deixe você mais informado!
Nessa semana estaremos conversando sobre ter ou não desfile em 2014 e muita gente vai falar sobre o assunto. Se não tiver desfile, vão falar que as escolas só pensam em dinheiro. Se tiver, muitos vão falar que o valor é um absurdo. Todos tem direito de falar sim o que pensam, mas como secretario de uma agremiação, tenho a obrigação de vir aqui e explicar a todos como funcionam. Valeu!

Anúncios

Uma resposta to “Carnaval de Rua de Valinhos: Entenda como funciona!”

  1. marcia 23/09/2013 às 22:04 #

    Sou totalmente a favor do Carnaval… acredito que a PMV deva dar o mesmo repasse em valor em dinheiro, mas as agremiações também devem elaborar eventos para arrecadarem a diferença… acho saudável a união das escolas de samba para arrecadarem fundos! E deixo aqui meus parabéns, ao amigo Tonon, por explicar que as verbas destinadas à saúde , ao carnaval são totalmente diferenciadas… A população depende de lazer e de entretenimento, e o carnaval de Valinhos é família, é uma reunião de pessoas, um momento de descontração e muito brilho, que não pode simplesmente sair do calendário de nossa cidade! Eu amooooooooooooo carnaval! E espero que vcs consigam o espaço para 2014!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: