Arquivo | Guia Tonon RSS feed for this section

Eu sou Bonzinho… mas cansa. E exige Paciência!

18 fev

Eu tento ser um cara legal. Não que eu me esforce para isso, que eu finja ser. Eu realmente gosto de ser um cara legal, um cara que todo mundo pode confiar, um cara que as pessoas possam pedir ajuda. Mas cansa!

Cansa porque tem gente que acha impossível alguém ser Feliz a maior parte do tempo. Ai fica lá, te testando, pra ver se você sai do sério. Ai quando você manda a pessoa pra Puta que Pariu, ela fala: Alá. falei que o cara era Falso!

Cansa porque tem gente que vive querendo que você prove alguma coisa. Não importa o que você faça certo, quantas vezes você faça, essa pessoa fica te passando tarefas. E vai pedindo coisas, vai pedindo. Te pede de tudo. Uma hora você não sabe fazer algo, ou não pode, ou ainda NÃO TEM TEMPO (sim, porque todo mundo precisa dormir). Ai, quando você fala não… pronto! Você está fazendo corpo mole. Você já não é tão bom assim quanto falaram.

Eu gosto de ser como eu sou, mas estou cansando. Tenho 38 anos de vida, meus 2 filhos estão muito bem encaminhados. Um trabalha na Unicamp, com uma das maiores empresas de TI do Mundo. O Outro acabou de ser aprovado em 4 Universidades Federais, todas na primeira chamada: Unicamp, USP, UFSCAR e UFMG. É legal, muito bom isso tudo, mas eu e a Elaine ralamos pra caramba para que nossos filhos chegassem aonde chegaram. E se eu ralei pra caramba, eu me dou ao luxo de não ter de ficar aguentando mi mi mi daqueles filhos chatos, que se acham a última bolacha do pacote, porque o pai herdou um terreno gigante do avô que era sitiante e o cara ficou rico, porque ter terras em Valinhos é sinônimo de ficar rico.

Eu gosto do Samba. O Samba é simples, é puro, é do Gueto. Gente que suou pra caramba pra conseguir um espaço ao sol, para mostrar seu trabalho, pra fazer ouvir a sua voz. Ou você conheço cantor de Samba que nasceu em berço de Ouro? Pode ter, mas é minoria. E normalmente o cara respeita quem soube chegar lá.

Hoje o que mais me admira nesse mundo louco, nesse mundo aonde hoje a gente está no Brasil, amanhã na Austrália e Sexta na Romênia, é a incapacidade que alguns coordenadores tem em fazer besteira. E o pior: Eles ficam cada vez melhores na fita.Os caras demitem pessoas competentes, talvez porque elas ofereceram riscos ao emprego deles. Os caras passam por cima da legislação brasileira em nome do “Vestir a camisa”, mas daqui 90 dias, quando o lucro do projeto começa a diminuir, ele te demite e fala que você fazia Hora Extra demais. Horas extras que ele não pagou!

Eu cansei de ter de ficar provando quem eu sou, cada vez que eu preciso tirar a bunda da cadeira e mover para outra. E como eu to pesado, fisicamente esse processo cansa mesmo. Se arrependimento matasse, eu jamais teria pedido demissão da Accenture! Foi a única empresa que sabia o que eu realmente fazia da vida. A minha mãe, minha esposa, meus amigos, a galera do Carnaval, todos esses não ter a mínima ideia do que eu faço… isso é normal. Mas quem trabalha comigo precisa saber o que eu faço. Eu trabalho com serviços… e meu serviço é meu conhecimento! E aí, quem me vende, quem me contrata, não tem a mínima ideia do que eu faço. E depois ficam procurando pelo em ovo para dizer: Alá, o cara é ruim. Vocês falam bem dele, mas ele é mais um enganador!

To cansado. Meus filhos estão encaminhados. Minha vida passou rápida demais e tem um brecha, uma ausência de cenas ai, que me deixa preocupado. Será que eu quero mesmo continuar deixando essas brechas, essas fases, esses brancos na minha vida?

Será que vale a pena a gente vestir a camisa, dar plantão, trabalhar até tarde todo dia, tentar resolver os problemas de todo mundo, ficar longe de casa… e depois vem um filho da puta falar que você escreveu no twitter que estava vendo clip do Justin Bieber?

Será que vale a pena você ficar longe de quem você ama para ter um carro melhor? Para ter uma casa grande? para poder ter todos os canais HD liberados em 4 pontos pela sua casa?

Valia… quando meus filhos precisavam de mim, valia a pena. Eles estão caminhando! Sozinhos! com as pernas dele. Já dirigem. Já tomam porre! Já pagam suas contas! Já resolvem os problemas da casa. Ou seja… estou tirando o pé do acelerador.

Não vou pisar no freio. Não vou deixar de acelerar. Mas vou acelerar menos, pegar uma banguela talvez.

Ainda tem chão até o dia que eu vou querer trocar o lugar do motorista com o lugar reservado para idosos no busão. Mas sinto que a vontade de dar um basta em tudo isso é cada vez maior! Vontade de mandar tudo a merda e ir morar na minha cidade, viver de fazer biquínis com a Dona Leninha.

Por fim, se você leu tudo isso que eu escrevi aqui (duvido! Ninguém terá a paciência nem de ler o título desse texto) segue a letra de um samba que resume bem o meu estado de espírito hoje. Antes de sair falando besteira. Antes de sair fazendo pergunta besta. Antes de sair me acusando, Procure primeiro saber quem eu sou e respeite quem pode chegar onde a gente chegou!

Tá chovendo de gente
que fala de samba e não sabe o que diz
por isso vê lá onde pisa
Respeite a camisa que a gente suou
Respeite quem pode chegar onde a gente chegou
E quando pisar no terreiro
Procure primeiro saber quem eu sou
Respeite quem pode chegar onde a gente chegou

Imagem

Entrevista Ping Pong, Jornal Terceira Visão!

16 fev

tonon ping pong

%d blogueiros gostam disto: